sexta-feira, 8 de junho de 2012

5 dicas para plantar os seus próprios alimentos em casa

1.Comece por um jardim de ervas aromáticas
Uma das formas mais fáceis de se iniciar na agricultura é cultivar um pequeno jardim com ervas comestíveis. Plante ervas perenes, que estarão inactivas no Inverno mas voltam a crescer a cada Primavera. Tente os orégãos, manjerona, tomilho, satureja-das-montanhas, estragão ou levístico.

A maioria destas ervas precisa de pouca água, por isso dão-se bem nos climas secos. Estas ervas são também uma excelente escolha para o jardineiro-de-trazer-por-casa que esteja preocupado com a estética das flores. E, para além disso, alimentam a população de abelhas perto de sua casa.

2.Escolha os alimentos certos
Se quer ter sucesso com a sua horta urbana, então escolha alimentos que cresçam rapidamente, como os feijões-verdes. Estes crescem em quase todos os climas e raramente atraem mosquitos.

Aventure-se também nos tomates cherry, um dos alimentos mais fáceis de plantar e, quase sempre, um dos favoritos dos mais pequenos.

Finalmente, tente também o pepino. Se morar num clima mais ameno, plante também rabanetes. Se vive num clima frio, opte pelos espinafres e alfaces.

3.Opte por alimentos atraentes
Se não quer transformar o seu quintal numa quinta utilitária em ponto pequeno, então opte por alimentos atraentes. Os feijões não só são fáceis de cultivar como nos dão flores magníficas. O feijão-escarlate transformará o seu quintal numa variedade de flores em tons de laranja e vermelho.

É o chamado dois-em-um: funcional e bonito.

4.Construa uma canteiro levantado
Uma das sugestões do Huffington Post é a construção de um canteiro levantado (um “raise bed”), o que torna mais fácil cultivar as plantas e impede-o de se preocupar com possíveis contaminações do solo.

É também mais fácil controlar as ervas daninhas com esta infra-estrutura, ou proteger as culturas dos caracóis, lesmas, pássaros e outras pestes.

Finalmente, pode também incorporar flores com os seus vegetais, não apenas pela parte visual apelativa mas também para assistir no controlo de pestes e manutenção da qualidade do solo.

5. Utilize recipientes
Se não tem um jardim ou quintal, não se desmoralize. Utilize recipientes para plantar tomates ou ervas. Assegure-se que os contentores recebem exposição regular ao sol – mas não ficam esturricados de calor. Há também que os regar regularmente.

O solo destes recepientes não consegue muitos nutrientes para o produto que está a plantar, por isso terá de os juntar ocasionalmente. Há fertilizantes orgânicos que fazem um excelente trabalho nesta solução.

Paralelamente, poderá também utilizar compostos feitos a partir dos restos de comida.

Retirado daqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço antecipadamente o teu comentário, espero que tenhas gostado deste espaço. A tua Opinião conta muito para mim! Obrigada