terça-feira, 26 de abril de 2011

Chernobyl

Já foi há 25 anos o maior acidente nuclear da História!
Uma espécie de "caixão" de betão (concreto), aço e chumbo foi construída sobre o reator que explodiu a fim de isolar o material radioativo que ali se concentra. O combustível nuclear chega a 200 toneladas de núcleo do reator e uma espécie de magma radioativo. Mesmo assim, não foi possível a reocupação de todas as áreas que foram contaminadas. (Pivovarov & Mikhalev 2004) 5 milhões de hectares de terras foram inutilizados, e houve contaminação significativa de florestas. 

1 comentário:

  1. Quando se fala que as energias renováveis não serão implantadas a tempo, de modo a se conseguir substituir a obtenção de energia por combustíveis fósseis, muitas das vezes, menciona-se a energia nuclear como alternativa, apesar do problema dos lixos tóxicos. (Um exemplo é James Lovelock, criador da Teoria de Gaia).

    No entanto, quando lembramo-nos das consequências desta tragédia e, por exemplo, com as preocupações com as usinas nucleares na Japão, tendo estas ficado submersas, sendo difícil de aceder a algumas delas, então digo para mim mesmo "energias nucleares, definitivamente não". Não podemos impedir que a Espanha ou a França, por ai fora, as adopte, mas podemos impedir Portugal, só de imaginar se houvesse um terramoto em Portugal ou algo do género... a existência de usinas apenas agravaria as preocupações...

    Caso esteja interessado(a), sou apenas um "puto" que se interessa por estes temas:http://imaginacaoaorubro.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Agradeço antecipadamente o teu comentário, espero que tenhas gostado deste espaço. A tua Opinião conta muito para mim! Obrigada